Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 34


34

AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE JUNTO A USUÁRIOS DOS SERVIÇOS: COMPREENSÃO DE ENFERMEIROS GESTORES DE SAÚDE DA FAMÍLIA

Autores:
Elieser Pepper Nascimento (elieserpeper@gmail.com) (Acadêmico de Enfermagem, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Bolsista PIBIC/CNPq/UNESC.) ; Vera Lúcia Leal de Oliveira Amaral (Enfermeiro. Egresso do Curso de Enfermagem da Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC. E-mail: rikajr@gmail.com) ; Diego Floriano de Souza (Acadêmico de Enfermagem, Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), Bolsista PIBIC/CNPq/UNESC. E-mail: diegoflorianodesouza@hotmail.com) ; Fabiane Ferraz (Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora de Graduação em Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, da UNESC. Membro dos Grupos de Pesquisa: Gestão do Cuidado, Integralidade e Educação na Saúde (GECIES). E-mail: olaferraz@gmail.com) ; Valdemira Santino Dagostin (Enfermeira. Doutora em Ciências da Saúde. Professora de Graduação em Enfermagem da UNESC. E-mail: miradagostin@gmail.com) ; Ioná Viera Bez Birolo (Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Professora de Graduação em Enfermagem, da UNESC. E-mail: ionavieira71@hotmail.com)

Resumo:
A educação em saúde é um tema que faz uma importante interface entre duas áreas de conhecimento, a Educação e a Saúde, tem por finalidade garantir a dignidade da pessoa humana por meio de ações de promoção da saúde(1). O estudo tem por objetivo identificar a compreensão dos enfermeiros coordenadores de Equipes de Saúde da Família(ESF) sobre Educação em Saúde, como adquiriram conhecimentos sobre o tema, e o que pensam sobre o seu agir educativo. Pesquisa qualitativa, descritivo-exploratória. Participaram 15 enfermeiros de ESF em um município da região carbonífera/SC. A coleta de dados ocorreu em abr/maio-2017, por meio de entrevistas semiestruturadas. Após a transcrição das entrevistas, os dados foram inseridos no software para análise de dados qualitativos Atlas.ti 7, sendo utilizada a técnica de análise conteúdo(2) considerando: pré-análise, exploração do material; e, tratamento dos resultados obtidos e interpretação. Os resultados apresentam as seguintes categorias: 1) Compreensão do enfermeiro sobre educação em saúde; 2) Construção do conhecimento sobre educação em saúde; 3) Percepção do enfermeiro sobre o seu agir educativo no processo de trabalho. Concluímos que há enfermeiros com grande conhecimento sobre o objeto do estudo, logo, seria importante a gestão mobilizar encontros para troca de experiências, estruturados com base nos construtos da educação permanente em saúde, de modo que aqueles que não assumem referenciais para desenvolver ações com os usuários na lógica da educação em saúde, passem a conhecer e incorporar tais referenciais. Alguns enfermeiros precisam compreender as ações de educação em saúde para além de processos pontuais, estruturados na transmissão de conhecimentos, contudo, sem desmerecer essas ações organizadas, desde que as mesmas ocorram a partir de uma relação dialógica que se respeite os sujeitos. Portanto, é necessário que alguns enfermeiros compreendam que podem e devem promover um processo cuidativo-educativo e educativo-cuidativo nas suas ações cotidianas do trabalho em saúde(3).


Referências:
1. Shiratori, K. et al. Educação em saúde como estratégia para garantir a dignidade da pessoa humana. Revista Brasileira de Enfermagem, 2004; 57(5):617-619. 2. Minayo MCS. O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde, 10 ed. São Paulo: Hucitec, 2010. 3. Ferraz, F. et al. Cuidar-educando em enfermagem: passaporte para o aprender/educar/cuidar em saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, 2005; 58(5):607-610.