Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 223


223

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS USUÁRIOS DO CTA ITINERANTE EM ARAPIRACA

Autores:
Nirliane Ribeiro Barbosa (nirliane@hotmail.com) (Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca) ; Karla Regina Barbosa de Lira (Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca) ; Thamyres Queiroz de Lima (Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca) ; Williane dos Santos Silva (Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca) ; Eduardo Araújo Pinto (Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca) ; Jussara Kelly Correia Santos (Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca)

Resumo:
Introdução: O CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) itinerante, ofertado no município de Arapiraca-AL, possibilita essa ampliação e acessibilidade à testagem do HIV e sífilis, tendo como fator relevante a vulnerabilidade social da população sexualmente ativa (GERMANO et al., 2008; SOBREIRA et al., 2012). Objetivo: avaliar o perfil epidemiológico dos usuários que realizaram testes rápidos no CTA itinerante em Arapiraca-AL. Metodologia: estudo quantitativo, descritivo, realizado no CTA do município de Arapiraca-AL, aprovado pelo Comitê de ética em Pesquisa da Universidade Federal de Alagoas sob CAEE 43079315.5.0000.5013. A amostra foi composta por 82 Formulários de Entrada (Completo) dos usuários que realizaram testes rápidos no CTA Itinerante no período de abril e maio de 2014. A coleta de dados seguiu o questionário estruturado, o qual contém as variáveis do estudo. A análise dos dados será feita através de discussão e apresentação dos dados estatísticos. Resultados: entre os 82 pacientes cujos prontuários foram analisados, 86,58% eram mulheres e 13,42% homens, sendo 68,29% casados, e quase 50% com mais de 8 anos de estudo; e 71,95% referiram ter apenas 1 parceiro sexual; 47, 56% das mulheres estavam gestantes; a presença de Sífilis foi detectada em apenas 6,10% dos casos, ou seja, apenas 5 casos; houve inexistência de soropositividade por HIV na amostra estudada. Conclusões: embora seja uma estratégia para ambos os sexos, é evidente a maior procura feminina pelo serviço CTA itinerante, em relação à masculina, sendo que muitas destas apresentam a justificativa dos exames pré-natal. A soropositividade para a sífilis foi mais freqüente que para o HIV. Contribuições ou implicações para a Enfermagem: a estratégia do CTA itinerante é uma ação importante para a inserção da Enfermagem no diagnóstico precoce de doenças sexualmente transmissíveis junto à comunidade.


Referências:
GERMANO, Fabiana Nunes; SILVA, Tânia Maria Gonçalves da; MENDOZA-SASSI, Raúl; MARTINEZ, Ana Maria B. Alta prevalência de usuários que não retornam ao Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) para o conhecimento do seu status sorológico: Rio Grande, RS, Brasil. Revista. Ciênc. saúde coletiva, vol.13, n.3, pp. 1033-1040, 2008. SOBREIRA, Paula Guidone Pereira; VASCONCELLOS, Mauricio Teixeira Leite; PORTELA, Margareth Crisóstomo. Avaliação do processo de aconselhamento pré-teste nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) no Estado do Rio de Janeiro: a percepção dos usuários e profissionais de saúde. Revista. Ciênc. saúde coletiva, vol.17, n.11, pp. 3099-3113, 2012.