Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 237


237

PERCEPÇÃO DOS ENFERMEIROS SOBRE OS CUIDADOS PALIATIVOS NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

Autores:
Sandra Marina Gonçalves Bezerra (sandramarina20@hotmail.com) (Universidade Estadual do Piauí) ; Moysés de Oliveira Lopes (Universidade Estadual do Piauí) ; Josiane Santos Silva (Universidade Estadual do Piauí) ; Aline Costa Oliveira (Universidade Federal do Piauí) ; Jefferson Abraão Caetano Lira (Universidade Estadual do Piauí) ; Lídya Toltenko Nogueira (Universidade Federal do Piauí)

Resumo:
Introdução:A Enfermagem está relacionada aos princípios e ao contexto dos cuidados paliativos que são conhecidos como cuidados para uma boa morte e surgiu da necessidade de humanizar a assistência dispensada àqueles que vivenciam o processo de morrer, já que possuem necessidades biopsicossociais e espirituais específicas. Objetivos: Compreender a assistência do enfermeiro acerca dos cuidados paliativos prestados ao paciente fora de possibilidades terapêuticas em uma Unidade de Terapia Intensiva. Metodologia: Pesquisa de natureza exploratória, descritiva, de abordagem qualitativa, realizada com enfermeiros intensivistas de um hospital público. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista, utilizando um roteiro semiestruturado. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de ètica em Pesquisa da Universidade Estadual do Piauí sob o número de parecer 248.137, atendendo os aspectos éticos e legais da Resolução Nº 466/12 do Conselho Nacional de Saúde. Resultados: A Enfermagem prioriza o atendimento às necessidades físicas do enfermo, mas as necessidades psicossociais e espirituais do doente e sua família ainda não são percebidas ou não são realizadas pelos profissionais de forma planejada. O cuidado de enfermagem ainda privilegia a doença e sua cura, colocando em segundo plano os sentimentos da família e do paciente em cuidados paliativos. Conclusão: A assistência de enfermagem continua baseada no modelo biomédico, da medicalização e da terapia tradicional. Prestar assistência ao enfermo sem perspectiva de cura é compreender a essência múltipla do ser humano, atendendo-o integralmente, sendo este o real compromisso da Enfermagem com os princípios dos cuidados paliativos. Contribuições/Implicações para a Enfermagem: Facilitar a compreensão sobre o processo de morte/morrer e os cuidados dispensados aos pacientes fora de possibilidades terapêuticas. Palavras-Chave: Cuidados Paliativos. Morte. Cuidados de Enfermagem.


Referências:
Amaral JB, Malagutti W, Silva RS. Enfermagem em cuidados paliativos: cuidando para uma boa morte. São Paulo: Martinari, 2013. Silva KS, Ribeiro RG, Kruse MHL. Discurso de enfermeiras sobre morte e morrer: vontade ou verdade? RevBrasEnferm 2009;62(3): 451-56.