Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 291


291

TREINO DE CATETERISMO VESICAL INTERMITENTE LIMPO (CVIL) NO QUOTIDIANO DE PESSOAS COM LESÃO MEDULAR: ASPECTOS FACILITADORES

Autores:
Adriana Dutra Tholl (adrianadtholl@gmail.com) (Universidade Federal de Santa Catarina) ; Rosane Gonçalves Nitschke (Universidade Federal de Santa Catarina) ; Ana Maria Petters (Centro Catarinense de Reabilitação) ; Daniella Karine Souza Lima (Universidade Federal de Santa Catarina) ; Milena Zuchetto Soares (Universidade Federal de Santa Catarina) ; Tassianapotrich (Universidade Federal de Santa Catarina)

Resumo:
Introdução: O cateterismo vesical intermitente limpo (CVIL) é uma técnica utilizada por pessoas com bexiga neurogênica, em especial, pessoas com lesão medular. Objetivo: Relatar os aspectos facilitadores do treino do CVIL no quotidiano de pessoas com lesão medular. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência desenvolvido pelo projeto de extensão: "ambulatório de reeducação vesical e intestinal: reabilitando de pessoas com lesão medular e suas famílias no quotidiano", no Centro Catarinense de Reabilitação, uma Instituição Pública, no sul do Brasil, referência em atendimentos e procedimentos de alta complexidade em medicina física e de reabilitação às pessoas com deficiência física e intelectual. Resultados: O CVIL nem sempre é bem tolerado pelos pacientes com lesão medular e por suas famílias, pela dificuldade técnica de realizar o procedimento, bem como pelos significados atribuídos à cateterização, levando a não adesão à reabilitação e, por vezes, a complicações graves. No quotidiano das consultas de Enfermagem com pessoas com lesão medular e suas famílias, percebeu-se dois aspectos facilitadores na adesão ao treino de CVIL. O acolhimento como meio de utilizar as relações enquanto tecnologia, no sentido de edificar o quotidiano, por intermédio da construção mútua entre os sujeitos. E, o uso do cateter hidrofílico lubrificado por possibilitar maior facilidade técnica, bem como pela redução de traumas uretrais e incidência de Infecção do Trato Urinário Inferior, se comparado ao uso de cateter de PVC. Implicações para a Enfermagem: o acolhimento bem sucedido pelo Enfermeiro e a possibilidade de familiarização com a técnica do CVIL estimula a corresponsabilidade e melhor adesão ao processo de reabilitação, buscando a partir da reflexão do contexto atual, incitar o comprometimento individual e familiar, na mobilização de recursos próprios que viabilizem uma melhor adaptação à situação. Palavras-chave: Lesão medular. Enfermagem. Reabilitação


Referências:
THOLL, A. D. O quotidiano e o ritmo de vida de pessoas com lesão medular e suas famílias: potências e limites na adesão à reabilitação para a Promoção da Saúde. 2015 250f. Tese (Doutorado em Filosofia na Enfermagem) - Curso de Pós-Graduação em Enfermagem, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015. MULTIDISCIPLINARY ASSOCIATION OF SPINAL CORD, Guidelines for Management of Neurogenic Bowel Dysfunction in Individuals with Central Neurological Conditions. 2012, 55p. Fumincelli L., Mazzo A., Martins J.C.A., Henriques F.M.D., Orlandin L. Quality of life of patients using intermittent urinary catheterization. Rev Lat Am Enfermagem. 2017 Jul 10;25:2906. doi: 10.1590/1518-8345.1816.2906.