Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 319


319

Educação em saúde em Hanseníase: extensão universitária como estratégia de conhecimento e busca ativa para detecção precoce

Autores:
Amanda Maria Silva da Cunha (amandaealine_10@hotmail.com) (Universidade Federal de Alagoas) ; Ana Beatriz de Almeida Lima (Universidade Federal de Alagoas) ; Igor Michel Ramos dos Santos (Universidade Federal de Alagoas) ; Gabriella Correia Oliveira Santos (Universidade Federal de Alagoas) ; Lívia Polyanne Gomes do Nascimento (Universidade Federal de Alagoas) ; Clodis Maria Tavares (Universidade Federal de Alagoas)

Resumo:
A Hanseníase é uma doença infecto contagiosa de evolução lenta que se apresenta como um grave problema de saúde pública no Brasil, estando seus níveis endêmicos relacionados às condições socioeconômicos precárias de uma população. O estigma e o preconceito que acompanham a doença dificultam a profilaxia e o controle da doença. Diante disso, os profissionais de saúde devem desenvolver métodos para prevenção e desmistificação da doença, tais como a busca ativa de casos, estratégia para detecção precoce, e ações de educação em saúde, importantes no que diz respeito ao conhecimento e combate à doença (MOREIRA et al., 2014; SOUSA et al., 2013). Objetiva-se relatar a experiência dos acadêmicos da Universidade Federal de Alagoas durante o desenvolvimento das atividades do Projeto de Extensão: Educação em Saúde e Busca Ativa em Hanseníase na unidade básica de saúde Olavo Calheiros, localizada no município de Rio Largo, entre Setembro de 2016 e Março de 2017. Trata-se de um relato de experiência, baseado no projeto-intervenção. Durante o período, desenvolveram-se atividades de educação em saúde para a comunidade e de busca ativa de casos suspeitos de Hanseníase na área adjacente. Ademais, os estudantes foram responsáveis por reiniciarem as atividades do grupo de autocuidado para portadores e ex-portadores de Hanseníase da unidade, contribuindo assim com as ações de combate à doença desenvolvidas no município. Conclui-se que, mesmo sendo uma doença antiga, as taxas de detecção da doença evidenciam que esta continua sendo um problema de saúde pública, sendo imprescindível que medidas de promoção e prevenção da saúde sejam adotadas como estratégia na mudança desse cenário. Pretende-se demonstrar que ações educativas, assistenciais e sociais devem fazer parte do cotidiano de serviços de saúde, especialmente da assistência prestada pelo profissional de Enfermagem, sendo essas essenciais na luta contra a Hanseníase. Descritores: Hanseníase, Educação em Saúde, Busca de Comunicante.


Referências:
MOREIRA, A.J. et al. Ação educativa sobre hanseníase na população usuária das unidades básicas de saúde de Uberaba-MG. Saúde Debate. Rio de Janeiro, v.38, n.101, 2014. Disponível em: Acesso em: 15 Julho 2017. SOUSA, B.R.M. et al. Educação em saúde e busca ativa de casos de hanseníase em uma escola pública em Ananindeua, Pará, Brasil. Rev Bras Med Fam Comunidade. Rio de Janeiro, v.8, n.27, 2013. Disponível em: Acesso em: 28 Julho 2017.