Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 553


553

Indicadores de pré-natal e parto de parturientes soropositivas em um Hospital Escola do Ceará

Autores:
João Victor Santos de Castro (j.victor_jawm@hotmail.com) (Universidade Federal do Ceará) ; Silvia Maria Gomes (Universidade Federal do Ceará) ; Maria Laura Silva Gomes (Universidade Federal do Ceará) ; Haroldo Lima Sampaio Junior (Universidade Federal do Ceará) ; Régia Christina Moura Barbosa Castro (Universidade Federal do Ceará) ; Priscila de Souza Aquino (Universidade Federal do Ceará)

Resumo:
INTRODUÇÃO:O pré-natal é um tempo de preparação física e psicológica para o parto e a parentalidade. Tornar-se pai e mãe é considerado um dos marcos de amadurecimento da vida adulta. OBJETIVOS:Avaliar os indicadores de pré-natal e parto de parturientes soropositivas para HIV. METODOLOGIA:Trata-se de um estudo de caráter descritivo, retrospectivo, documental, com abordagem quantitativa, realizado no Centro Obstétrico de uma Maternidade-Escola na cidade de Fortaleza-Ceará. A população do estudo constituiu-se de prontuários de mulheres soropositivas para HIV assistidas na maternidade no período de setembro de 2015 a setembro de 2016, totalizando 92 documentos analisados. Foram fontes de coleta de dados as fichas de investigação de gestante HIV positiva do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). O projeto de pesquisa foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Maternidade Escola Assis Chateaubriand/ UFC. RESULTADOS:Foi constatado que (N=88; 95,7%) das mulheres realizaram o pré-natal, com um número superior a sete consultas (N=48; 52,2%), a metade teve seus partos por meio da cesárea eletiva (N=46; 50%), fizeram profilaxia perinatal (N=71;77,2%), no momento do parto (N=84; 91,3%) e tiveram como desfecho nascido vivo (N=86; 93,5%). CONCLUSÕES: A primeira etapa de prevenção da transmissão vertical consiste no diagnóstico precoce da infecção pelo HIV em gestantes. A assistência pré-natal pode contribuir para desfechos mais favoráveis ao permitir a detecção e o tratamento oportuno de afecções, além de controlar fatores de risco que trazem complicações para a saúde da mulher e do bebê. CONTRIBUIÇÕES PARA A ENFERMAGEM:A detecção precoce das complicações na gestação perpassa pelo elo entre prática e base científica, sendo de grande importância a realização efetiva e eficaz das consultas de pré-natal, visto que o enfermeiro é um profissional capacitado para isso.


Referências:
1. Boletim Epidemiológico - Aids e DST/Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde - Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. - Brasília: Ministério da Saúde, 2016. 2. Lowdermilk, et al. Saúde da mulher e enfermagem obstétrica-10ª ed. - Rio de Janeiro: Elsevier, 2012