Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 564


564

VÍDEO EDUCATIVO E SUAS POSSIBILIDADES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA PESSOA COM COLOSTOMIA E SUA FAMÍLIA

Autores:
Joseila Sonego Gomes (joseila.sonego@unijui.edu.br) (Universidade Regional do Noroeste do estado do Rio Grande do Sul) ; Tatiane Costa da Costa (Universidade Federal de Santa Maria) ; Nara Marilene Oliveira Girardon-perlini (Universidade Federal de Santa Maria) ; Angélica Dalmolin (Universidade Federal de Santa Maria) ; Larissa de Carli Copetti (Universidade Federal de Santa Maria) ; Gabriela Camponogara Rossato (Universidade Federal de Santa Maria)

Resumo:
Introdução: pessoas estomizadas enfrentam situações que podem gerar impacto emocional, físico e espiritual e vivenciam uma nova condição de vida imposta pela presença do estoma intestinal (MOTA; GOMES; PETUCO, 2016). Tendo em vista as situações de fragilidade experenciadas pelo paciente e por seus familiares, torna-se fundamental a utilização de recursos humanos e tecnológicos que visam facilitar o convívio com as adversidades. Nessa perspectiva, a assistência de enfermagem engloba ações de educação em saúde para o cuidado e autocuidado no contexto da colostomia (ARDIGO; AMANTE, 2013). Objetivo: conhecer a percepção de pacientes colostomizados por causa não oncológica e seus familiares frente à utilização de um vídeo educativo como estratégia de educação em saúde. Metodologia: pesquisa qualitativa, realizada com seis participantes de um grupo de apoio a estomizados de Santa Maria, Rio Grande do Sul, em setembro de 2016. Dados coletados por entrevista coletiva e submetidos à análise de conteúdo. Resultados: emergiram três categorias: aprender a cuidar-se e a manejar o estoma; aceitação e adaptação: o apoio familiar como potencializador para esse processo; vídeo educativo: possibilidades sob a ótica da pessoa com colostomia e seus familiares. Considerações finais: os participantes percebem o vídeo como importante instrumento para o aprendizado, potencializado quando utilizado no pós-operatório imediato. Implicações para a enfermagem: a educação em saúde permite que o paciente e o familiar adquiram segurança e desenvolvam aptidões para o cuidado e autocuidado e vídeos educativos são ferramentas que podem ser utilizados por enfermeiros para as práticas educativas.


Referências:
Referências: 1. Mota MS, Gomes GC, Petuco VM. Repercussões no processo de viver da pessoa com estoma. Texto Contexto Enferm. 2016; 25(1):e1260014. 2. Ardigo, FS, Amante, LM. Conhecimento do profissional acerca do cuidado de enfermagem à pessoa com estomia intestinal e família. Texto Contexto Enferm. 2013, 22(4):1064-1071.