Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 629


629

EDUCAR PARA PREVENIR:IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE NO ÂMBITO VACINAL

Autores:
Lorena do Nascimento dos Santos (lorenanassant@gmail.com) (Universidade Salvador - UNIFACS) ; Elaine de Jesus Santos (Universidade Salvador - UNIFACS) ; Iasmin Deiró Ferreira (Universidade Salvador - UNIFACS) ; Jaqueline de Almeida Santos (Universidade Salvador - UNIFACS) ; Ruth Souza Alves (Universidade Salvador - UNIFACS) ; Leticia Cardoso Braz (Universidade Salvador - UNIFACS)

Resumo:
Introdução: A educação em saúde possibilita promover a integralidade do cuidado baseado na prevenção. Como instrumento utiliza variadas atividades que visam agregar aprendizado ao indivíduo, dessa forma contribuindo para uma melhor qualidade de vida, através de mudança comportamental. Objetivos: Descrever a relevância da sensibilização vacinal de discentes em uma universidade privada em Salvador-Bahia. Metodologia: Relato de experiência, de caráter qualitativo e descritivo, vivenciados por graduandas do 5º semestre de enfermagem de uma universidade privada de Salvador-Bahia. Resultados: No decorrer da graduação, há uma despreocupação com a atualização vacinal, por isso, integrar atividades de educação em saúde, proporcionou aos envolvidos o reforço de aprendizagem crítica e reflexiva acerca da importância da imunização, através da troca de conhecimentos entre pesquisadores e participantes, promovendo enriquecimento acerca da temática. Realizar essas ações proporcionou a integração entre os alunos, desenvolvendo aspectos relacionais e humanísticos, além de contemplar a compreensão do autocuidado. Conclusões: Desempenhar ações voltadas para a sensibilização vacinal contribuiu para amplificar conhecimentos acerca da importância vacinal e de se estar imunizado, com consequente intensificação do trabalho em equipe através da comunicação interpessoal. Contribuições ou implicações para enfermagem: O enfermeiro é um dos profissionais que estão suscetíveis às contaminações, por trabalhar em ambiente hospitalar. Pretende-se, a partir dessas ações que discentes tornem-se profissionais conhecedores da vacinação e sua importância na vida pessoal e laboral. Por isso, é necessário que seu cartão vacinal esteja atualizado, evitando possíveis contaminações por doenças imunopreveníveis.


Referências:
COLOME, Juliana Silveira; OLIVEIRA, Dora Lúcia Leidens Corrêa de. Educação em saúde: por quem e para quem? A visão de estudantes de graduação em enfermagem.Texto contexto - enferm., Florianópolis , v. 21, n. 1, p. 177-184, Mar. 2012.