Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 634


634

DISCUSSÃO EM GRUPO SOBRE VIOLÊNCIA E USO, ABUSO E DEPENDÊNCIA DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS COM DEPENDENTES QUÍMICOS EM REABILITAÇÃO

Autores:
Luana Géssica Freire Martins (gessicamartins5995@gmail.com) (Centro Universitário Estácio do Ceará) ; Mayrla da Silva Bezerra (Centro Universitário Estácio do Ceará) ; Sâmela Abreu E Santiago (Centro Universitário Estácio do Ceará) ; Rafaela Soares Carvalho (Centro Universitário Estácio do Ceará)

Resumo:
INTRODUÇÃO: Nos últimos anos, observou-se um crescimento exponencial da violência relacionado ao consumo abusivo de drogas na população brasileira. O desafio atual e para as futuras discussões é identificar políticas que reduzam os índices da violência. Por esse motivo, notou-se a grande importância de abordar esse assunto com dependentes químicos de modo a permitir a compreensão das consequências que o uso abusivo das drogas acarreta. OBJETIVO: Relatar a experiência de uma discussão grupal sobre a temática "violência e uso, abuso e dependência de substâncias psicoativas" com usuários de uma unidade de acolhimento para dependentes químicos. METODOLOGIA: Trata-se de um relato de experiência desenvolvido durante um estágio supervisionado de enfermagem, na prática de saúde mental, no mês de junho de 2017, em uma unidade de acolhimento para dependentes químicos em Fortaleza-Ce. O público envolvido foram 15 pacientes internados na unidade. RESULTADOS: A proposta para iniciar a discussão grupal aconteceu através de perguntas abertas em relação a temática. Os participantes foram estimulados a fazerem colocações sobre o tema e, após cada resposta a mediadora do grupo complementava o que era falado de acordo com o texto base. Durante a discussão dois participantes saíram do grupo, relataram más lembranças e desconforto com relação ao conteúdo da discussão. Os demais mostram-se participativos e confortáveis. CONCLUSÕES: Pode-se perceber o quanto esses espaços de discussões podem ser geradores de reflexões e mudanças de comportamentos. O enfermeiro desempenha um papel fundamental frente a essas atividades que promovem reflexão sobre estilo de vida. Descritores: violência; usuários de drogas; enfermagem.


Referências:
DIEHL, Alessandra; CORDEIRO, Daniel Cruz; LARANJEIRA, Ronaldo. Dependência Química: Prevenção, Tratamento e Políticas Públicas. S.I.: Artmed, 2011. 528 p.