Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 648


648

Sistematização da Assistência de Enfermagem para paciente com Diabetes Mellitus em uma Unidade Básica de Saúde da Família por meio de visita domiciliar durante Estágio Curricular Supervisionado.

Autores:
Luz Marina Pinto Martins (lmarinapm59@gmail.com) (Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul - UEMS.) ; Daniela Verão de Matos (Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul - UEMS) ; Joelci Dom Bosco Lugnani Júnior (Secretaria Municipal de Saúde de Dourado - MS)

Resumo:
Introdução: A atenção básica caracteriza-se por um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo que abrange a promoção, proteção de saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação, redução de danos e a manutenção da saúde (BRASIL, 2012). Objetivo: Descrever uma sistematização da assistência de enfermagem (SAE) para um paciente com Diabetes Mellitus descompensada atendida por uma Unidade Básica de Saúde da Família. Metodologia: Estudo realizado por meio de relato de experiência em visitas domiciliares. Resultados: Com base nos dados obtidos durante as visitas domiciliares realizadas a paciente foi possível delinear uma SAE para a paciente portadora de Diabetes Mellitus descompensada, onde a partir dos diagnósticos de enfermagem traçou-se uma linha de cuidado, respeitando as características da paciente, como idade, sexo, habitação, nível de escolaridade, entre outros. Conclusões: As experiências de sistematização concentram-se nos níveis secundários e terciários, sobretudo na área hospitalar. O nível primário de assistência à saúde quase não tem sido contemplado com experiências de SAE (CAVALCANTE et. al., 2011). Como a atenção básica acompanha todas as fases de vida da população, os enfermeiros atuantes na estratégia de saúde da família fazem um acompanhamento qualificado das pessoas que convivem com o problema de saúde, através da detecção precoce, acompanhamento e promoção de ações de saúde que propiciem a adesão ao tratamento e minimização à evasão e redução de danos (BRITO et. al., 2013). Contribuição para a enfermagem: estudos sobre a realização da SAE na atenção básica, para pacientes com Diabetes Mellitus possibilita o acompanhamento qualificado e identificação de possíveis agravos, além de contribuir para o conhecimento cientifico.


Referências:
BRASIL. Ministério da Saúde. Departamento de Atenção Básica. Área Técnica de Diabetes e Hipertensão Arteiral Hipertensão arterial sistêmica (HAS) e Diabetes Mellitus (DM): protocolo 1 Ministério da Saúde, Departamento de Atenção Básica. Área Técnica de Diabetes e Hipertensão Arterial. - Brasília: Ministério da Saúde, 2001. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Caderno de atenção domiciliar / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. - Brasília: Ministério da Saúde, 2012 BRITO, S. S, Nóbrega, R. V, santos, S. R, bezerra, E. V, Costa, M. F. N. K, Costa, M. M. l. sistematização da assistência de enfermagem na atenção básica aos hipertensos: relato de experiência. rev. enferm ufpe. v.7. n. 8. 2013. CAVALCANTE, R. B, Otoni, A. Bernardes, M. F. V. G, Cunha, S. G. S, Santos, C. S, Silva, P. C. experiências de sistematização da assistência de enfermagem no Brasil: um estudo bibliográfico. r. enferm. ufsm. v.1. n.3. 2011 FIGUEIRA, N, A; Júnior, J, I, C; Lucena, V, G; leitão, C, C, S; Ktiner, D; Mendes, J, M; Melo, H, R, l, Brito, C, A, A. Condutas em clínica médica 4 ed- Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.