Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 701


701

As experiências vividas em um CAPSi da cidade de Maceió- AL.

Autores:
Marina Bina Omena Farias (marinaomena@hotmail.com) (Universidade Federal de Alagoas - UFAL) ; Marília Vieira Cavalcante (Universidade Federal de Alagoas - UFAL) ; Yanna Cristina Moraes Lira Nascimento (Universidade Federal de Alagoas - UFAL)

Resumo:
O Centro de Atenção Psicossocial Infanto-juvenil (CAPSi) configura-se como um dispositivo de saude comunitario que assiste crianças e adolescentes em seu estado mental. Trata-se de um relato de experiência que tem por objetivo descrever as vivências de estudantes de enfermagem da Universidade Federal de Alagoas durante estágio curricular em um CAPSi do município de Maceió no período de abril a junho de 2017. Durante o estagio as estudantes facilitaram 10 oficinas terapêuticas com crianças e adolescentes de 6 a 18 anos em acompanhamento no CAPSi, bem como oficinas de geração de renda para seus pais que foram instrumentos fundamentais para a construção de vínculo. A proposta de atividade era planejada pelas alunas de acordo com as principais necessidades do grupo ao qual estavam inseridas, após avaliação da coordenadora do estágio e da equipe, era feita a implementação da atividade. Tratavam-se de atividades lúdicas, manuais e cognitivas com abordagens terapêuticas comportamentais especificas que estimulavam a expressão de sentimentos, o autoconhecimento e a convivência social. Além disso, foi realizada a consulta de enfermagem e o exame físico e mental para a construção do Projeto Terapêutico Singular de um usuário. Conclui-se que o contato e a criação de um vínculo com os usuários e mães e o acolhimento da equipe contribuíram para que as atividades alcançassem o objetivo planejado, além de promover a construção e consolidação de novos aprendizados para as estudantes através de uma visão diferenciada de cada ser. Também foi possível observar a necessidade de uma maior comunicação entre a equipe. Sendo assim é possível afirmar a importância do enfermeiro nos centros de atenção psicossocial, como um profissional em potencial para promover a interação entre a equipe, família e usuários e assim contribuir para a melhoria da qualidade da assistência. Palavras chave: Saúde Mental, Criança, Adolescente.


Referências:
ALMEIDA, R.S. et al. Psiquiatria da criança e do adolescente. 1ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016. RONCHI, J. P.; AVELLAR, L. Z. Saúde mental da criança e do adolescente: a experiência do Capsi da cidade de Vitória-ES. Psicol. teor. prat. [online]. 2010, vol.12, n.1, p. 71-84. AMARANTE,P. Saúde mental e atenção psicossocial. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2007. 120P.