Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 763


763

ATUAÇÃO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO EM SAÚDE EM UMA ESF DE MACEIÓ, ALAGOAS

Autores:
Paloma Larissa de Aquino Maia (palomalarissa-maia@hotmail.com) (FACULDADE CESMAC DO SERTÃO) ; Shirlei Silva Barreto Alves (FACULDADE CESMAC DO SERTÃO) ; Tamiris de Souza Xavier (FACULDADE CESMAC DO SERTÃO) ; Wagner Alves dos Santos (FACULDADE CESMAC DO SERTÃO) ; Valessa Mayara Araújo de Góis Santana (UNCISAL) ; Rafaela Camboim Catão (ASCES)

Resumo:
Introdução: As doenças crônicas não transmissíveis, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), são a principal causa de mortalidade no mundo. A abordagem da hipertensão arterial e da diabetes é constituída de intervenção medicamentosa e não medicamentosa acompanhada por mudanças no estilo de vida. Tendo, a educação em saúde, como uma importante vertente à prevenção, característica da atenção primária que devem desenvolver práticas de saúde com integralidade para atender populações delimitadas por áreas geográficas. Objetivo: relatar as ações de educação em saúde,assim como, identificar os fatores de riscos em uma comunidade da ESF na cidade de Maceió-AL. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência, baseada na observação e intervenção aplicada à população vinculada a ESF, de forma dinâmica. Foram realizadas: aferição da pressão arterial, medidas antropométricas, glicemia capilar e aconselhamento de acordo com os problemas identificados. Resultados: Percebeu-se que, o êxito no controle da glicemia e pressão arterial está sujeito à adesão do indivíduo ao tratamento e às atividades de saúde que estimulem ou facilitem mudanças no estilo de vida. Considerações finais: Evidenciou-se que saúde e educação estão intimamente articuladas, sendo vistas como complementares e essenciais para o progresso da ESF e classifica-se como uma das intervenções decisivas na promoção da saúde, problematização e proposição da própria equipe e comunidade. CONTRIBUIÇÃO PARA A ENFERMAGEM: Diante do exposto, a educação em saúde é uma grande ferramenta para a enfermagem podendo atingir públicos diversos com uma linguagem clara e uma boa resposta da comunidade para o problema a ser resolvido.


Referências:
1. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Plano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabete melito: hipertensão arterial e diabete melito / Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. 2. FERNANDES, M.C.P.; BACKES, V.M.S. Educação em saúde: perspectivas de uma equipe da estratégia saúde da família sob a óptica de Paulo Freire. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 63, n. 4, p. 567-573, jul./ago. 2010.