Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 863


863

EDUCAÇÃO EM SAÚDE SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL EM IDOSOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autores:
Valdeangela Carvalho Vasconcelos Paiva (angelavpaiva@gmail.com) (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Camila do Socorro de Oliveira Moreira (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Dayara de Nazaré Rosa de Carvalho (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Jaqueline Vieira Magalhães Dias (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Elisa da Silva Feitosa (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Milena Silva dos Santos (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ)

Resumo:
INTRODUÇÃO: O envelhecimento é considerado um processo natural, dinâmico, progressivo e irreversível, onde ocorrem alterações morfológicas, bioquímicas, fisiológicas, comportamentais e psicossociais. Essas modificações, apesar de serem normais do processo de envelhecimento, acarretam perdas progressivas da capacidade de adaptação ao meio ambiente e prejuízo na forma de se alimentar, tornando o indivíduo mais vulnerável e causando aumento da incidência de má nutrição e de processos patológicos nesse grupo. A alimentação saudável previne o surgimento de doenças crônicas e melhora a qualidade de vida. OBJETIVO: Relatar a importância de hábitos saudáveis para os idosos e mostrar os riscos de uma alimentação inadequada. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa, do tipo relato de experiência, vivenciado por acadêmicos do curso de Bacharelado em Enfermagem de uma Instituição de Ensino Superior privada, no ambulatório de um hospital de referência em Belém - Pará, no mês de agosto de 2016. RESULTADOS: Observamos que os idosos possuem pouco ou nenhum conhecimento sobre alimentação saudável. Muitos relataram que em sua alimentação era consumido bastante sal, alimentos ricos em gorduras, e o consumo excessivo de refrigerantes e doces, desconheciam a importância de hábitos saudáveis e os riscos de uma alimentação inadequada. CONCLUSÃO: Após as ações desenvolvidas, os idosos passaram a entender que uma alimentação saudável pode prevenir várias doenças, melhorar a qualidade de vida e garantir a autonomia desses idosos. Foi possível sensibilizar cada ouvinte a respeito de hábitos saudáveis. CONTRIBUIÇÕES PARA A ENFERMAGEM: O enfermeiro como educador, assume papel de destaque diante deste cenário, quando conscientiza e sensibiliza seu cliente a adotar novos hábitos saudáveis em sua alimentação. Através da educação em saúde,proporciona em seus pacientes, a promoção de práticas alimentares saudáveis, conscientizando e sensibilizando seu cliente para uma vida mais saudável e com maior qualidade de vida. Descritores: Educação em Saúde. Idosos. Envelhecimento.


Referências:
1. Alencar MSS, Junior FOB, Carvalho CMRG. Os Aportes Sócio-políticos da educação nutricional na perspectiva de um envelhecimento saudável. Rev. Nutr. 2008;21(4). 2. BORGES A. M., WIBELINGER L. M., COLUSSI E. L., Hábitos alimentares em idosos, Revista Digital. Buenos Aires, nº 171, Agosto de 2012. 3. Silva, Sandra M.C.S. Mura, Joana D.P. Tratado de alimentação, nutrição e dietoterapia. - São Paulo, SP: Roca, 2007.