Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 886


886

CUIDADO DE ENFERMAGEM AO BINÔMIO: UMA EXPERIÊNCIA EM DOMICILIO

Autores:
Zulmerinda Meira Oliveira (zulmerindameira@bol.com.br) (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB) ; Joana Angélica Andrade Dias (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB) ; Layres Canuta Cardoso (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB) ; Danielle de Oliveira Cunha (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB) ; Octavio Muniz da Costa Vargens (Universidade do Estado do Rio de Janeiro/UERJ) ; Rosália Teixeira Luz (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB)

Resumo:
INTRODUÇÃO: a visita domiciliar constitui-se um instrumento indispensável na prevenção de agravos à saúde pública por contribuir com aspectos relevantes para vigilância epidemiológica, além de aproximar profissionais de saúde à comunidade1. O período puerperal dura em média seis semanas e geralmente termina quando a mulher retorna sua função reprodutiva2. OBJETIVO: relatar experiência de visita domiciliar no período puerperal ao binômio. METODOLOGIA: relato de experiência sobre visita domiciliar realizada ao binômio no quarto dia pós-parto. O cuidado envolveu avaliação integral e ações de educação em saúde, utilizando-se roteiro previamente elaborado, materiais/equipamentos como luvas, estetoscópio, esfigmomanômetro, termômetro, fita métrica e lanterna. RESULTADOS: a visita possibilitou observação de boa interação entre puérpera e recém-nascido, assim como apoio da família. Não identificou-se dificuldades no processo da amamentação apesar da mama apresentar-se ingurgitada. O recém-nascido evidenciava coto umbilical mumificado e sem achados anormais, em boas condições higiênicas e amamentação exclusiva com boa pega. Realizou-se orientações concernentes à retirada dos pontos e queixas, recuperação pós-parto, alimentação, ingesta de líquidos, deambulação, planejamento reprodutivo, cuidado com coto-umbilical, crescimento e desenvolvimento, imunização e amamentação exclusiva até seis meses e ordenha manual. CONCLUSÃO: as orientações fornecidas foram fundamentais para sanar possíveis dúvidas, promover qualidade de vida ao binômio e prevenir agravos. CONTRIBUIÇÕES PARA ENFERMAGEM: a visita domiciliar apresenta-se como estratégia significativa por traduzir-se em um momento em que são corrigidos cuidados inadequados, possibilitando aquisição de práticas relacionadas à atenção à saúde da mulher. DESCRITORES: Enfermagem, Puerpério, Visita Domiciliar.


Referências:
1.Albuquerque ABB, Bosi MLM. Visita domiciliar no âmbito da Estratégia Saúde da Família: percepções de usuários no Município de Fortaleza, Ceará, Brasil. Cad. Saúde Pública. 25(5):1103-1112, 2009. 2.Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Políticas de Saúde, Área Técnica de Saúde da Mulher. Parto, aborto e puerpério: assistência humanizada à mulher. Brasília: Ministério da Saúde, 2001.