Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 920


920

DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES E COMPETÊNCIAS NO APRENDIZADO: RELATO DISCENTE

Autores:
Amanda Meneses Lima Silva (mandalima1001@outlook.com) (Universidade Salvador) ; Jucilene Gonçalves da Silva (Universidade Salvador) ; Priscila Cerqueira Cordeiro (Universidade Salvador) ; Solanje Aragão dos Santos (Universidade Salvador) ; Tainara Paula Sousa de Queiroz (Universidade Salvador) ; Camila Dourado Reis das Virgens (Universidade Salvador)

Resumo:
INTRODUÇÃO: Atividades práticas visam desenvolver habilidades e competências para formação acadêmica. Aliado a estas, teoria e prática articulam-se no Programa de Integração Saúde Comunidade (PISCO) inserindo discentes na realidade da comunidade, nas unidades de saúde, supervisionadas por preceptores de uma Instituição de Ensino Superior (IES). OBJETIVO: Descrever o treino de habilidades e desenvolvimento de competências no aprendizado. METODOLOGIA: Trata-se de relato de experiência de atividades desenvolvidas por alunos do 5° e 6° semestre de uma IES privada de Salvador, nos Laboratórios de habilidades e durante os encontros do PISCO na Unidade Básica de Saúde (UBS) Péricles Laranjeiras, entre Fevereiro e junho de 2017. RESULTADOS: Oportunizou-se revisão de procedimentos já vistos em semestres anteriores, tais como: aferição de pressão arterial; realização de glicemia capilar; medidas antropométricas, técnicas de curativos, administração de medicamentos, antes de iniciar as atividades em campo para retirada de dúvidas, assim como durante encontros em campo ocorriam revisões sempre que necessário. Práticas laboratoriais são fundamentais para o processo de ensino-aprendizagem, visto que o aluno exerce habilidades sem causar danos em um ambiente seguro, acompanhado de um docente. O PISCO por sua vez proporciona valorização do trabalho em equipe; autoavaliação discente; tomada de decisão e aprendizado processual, implicando benefícios na formação e prática profissional. CONCLUSÕES: Estratégias mobilizadoras para desenvolvimento de competências constituem experiências de ensino que contribuem para alcance dos objetivos de aprendizagem, ampliando conhecimentos e transmitindo confiança aos usuários durante o atendimento. CONTRIBUIÇÕES PARA A ENFERMAGEM: a participação discente nas práticas visa obtenção de competências possibilitando aprimoramento para posterior atuação enquanto profissionais capacitados e qualificados. Descritores: "Aprendizagem"; "Estudantes de Enfermagem"; "Ensino"


Referências:
KLOH, Daiana et al. Princípio da integralidade do cuidado nos projetos político-pedagógicos dos cursos de Enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 22, n. 4, p. 693-700, 2014.