Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1028


1028

CUIDADOS PALIATIVOS DE ENFERMAGEM A UM PACIENTE ONCOLÓGICO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autores:
Christiane Aparecida Rodrigues de Lima (chris-rubi@hotmail.com) (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) ; Raiza Schneider Borges Junior (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) ; Ana Paula de Assis Sales da Silva (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) ; Rejane Andrade Machado (Universidade Estadual de Mato Grosso) ; Joyce Schiemann Miyasato Leite (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul)

Resumo:
INTRODUÇÃO: O câncer é uma doença crônica e progressiva, que acarreta em transtorno, dor e sofrimento aos pacientes e a seus familiares. Maciel (2008) traz que os cuidados paliativos são utilizados para amenizar o sofrimento que precede a morte, onde esses não abreviam e nem prolongam a morte, mas proporcionando melhor qualidade de vida, até que esta aconteça de forma natural. OBJETIVOS: Relatar uma experiência de cuidados paliativos de enfermagem a um paciente com neoplasia de intestino em fase terminal. METODOLOGIA: Durante práticas de estagio supervisionado de enfermagem foi prestada assistência a um paciente com neoplasia de intestino em fase terminal. Sendo realizada a sistematização da assistência de enfermagem e implementadas ações que promovam higiene e conforto ao paciente, tais como mudança de decúbito de 2 em 2 horas e emulsificação da pele com AGE para prevenção de lesão por pressão, acompanhamento de exames laboratoriais, cuidados com traqueostomia, sondas vesical e nasoentérica, ostomia (ileostomia) e CVC ( cateter venoso central). CONCLUSÃO: A assistência de enfermagem a um paciente terminal, busca um equilíbrio entre a razão e a emoção.Onde o enfermeiro está diretamente ligado ao paciente, tendo a responsabilidade de compreender as suas necessidades e a de seus familiares, proporcionando-lhes apoio, compreensão e afetividade tanto no enfrentamento da doença quanto a caminho da terminalidade da vida.IMPLICAÇÕES PARA ENFERMAGEM: A enfermagem possui um papel fundamental no preparo dos pacientes e seus familiares para a terminalidade da vida, onde o profissional deve planejar a sua assistência de forma humanizada e sistematizada a fim de implementar ações que minimizem o sofrimento físico, emocional, espiritual e social até o momento da morte, e de seus familiares até a fase de enlutamento.


Referências:
REFERÊNCIAS: MACIEL, M.G.S. Definições e princípios. In: OLIVEIRA, R.A. (coord.) Cuidado Paliativo. São Paulo: Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, 2008.