Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1035


1035

DIFICULDADES ENFRENTADAS PELAS MÃES NO PERÍODO DO ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO QUE LEVAM AO DESMAME PRECOCE

Autores:
Claudia Bezerra de Castro (claudiabcastro@live.com) (Faculdade de Ciências Humanas de Olinda) ; Edjane de Souza Lacerda (Faculdade de Ciências Humanas de Olinda) ; Josiane Celestino de Almeida (Faculdade de Ciências Humanas de Olinda) ; Raquel Arruda Rodrigues (Faculdade de Ciências Humanas de Olinda) ; Patrícia Rejane Ribeiro Bispo (Faculdade de Ciências Humanas de Olinda) ; Viviane Maria Pereira de Carvalho Magalhães (Faculdade de Ciências Humanas de Olinda)

Resumo:
Introdução: O leite materno é a principal fonte alimentar da criança durante os primeiros meses de vida. Portanto, para que o aleitamento materno exclusivo seja efetivo, a lactante necessita superar as dificuldades que sucedem o processo de amamentação a fim de evitar o desmame precoce. Objetivo: Identificar através de uma revisão de literatura as dificuldades enfrentadas pelas mães no período do aleitamento materno exclusivo que levam ao desmame precoce. Método: Revisão bibliográfica realizada entre setembro a novembro de 2015 nas bases BDENF, LILACS, MEDLINE e SCIELO utilizando os Descritores em Ciências da Saúde: "Aleitamento Materno", "Enfrentamento", "Amamentação". Foram incluídos artigos em português, disponíveis em texto completo e publicados entre 2009 a 2014. A amostra final foi composta por 22 publicações. Resultados: As dificuldades enfrentadas estão relacionadas à falta de experiência com amamentação, problemas com as mamas (lesão do mamilo, fissuras, ingurgitamento, mastite e abcessos) que tornam o aleitamento doloroso, mitos de que o leite materno é fraco, retorno da mulher ao trabalho e baixa renda familiar. Foi relatado o apoio ineficaz da rede social da mulher no incentivo à amamentação, na ajuda das tarefas domésticas e com os outros filhos. Outro fator importante que dificulta na continuidade da amamentação é a ausência de um companheiro no lar. Conclusão: O processo de amamentação exclusiva é complexo e diversas questões podem interferir negativamente, levando ao desmame precoce. Sendo assim, conhecer a realidade da mulher e suas necessidades é fundamental para que sejam elaboradas medidas assistenciais que visem o sucesso do aleitamento materno exclusivo. Contribuições: Este estudo intensifica a importância do enfermeiro na promoção do aleitamento materno desde o pré-natal até a puericultura, bem como a consolidação de políticas públicas que protejam e promovam à amamentação, tendo em vista seus benefícios tanto para o bebê quanto para a mulher.


Referências:
BRASIL. Ministério da Saúde. Saúde da Criança: aleitamento materno e alimentação complementar. Departamento de Atenção Básica. 6ª ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 184 p. FIGUEREDO, S. F.; MATTAR, M. J. G.; ABRÃO, A. C. F. V. Hospital Amigo da Criança: prevalência de aleitamento materno exclusivo aos seis meses e fatores intervenientes. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 2013; 47(6):1291-7. ROCCI, E.; FERNANDES, R. A. Q. Dificuldades no aleitamento materno e influência no desmame precoce. Revista Brasileira de Enfermagem. Vol. 67, nº 1. Brasília, Jan./Fev. 2014.