Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1044


1044

Contribuição Assistencial Das Ações De Enfermagem A Paciente Psiquiátrico Com Diagnóstico De Transtorno Depressivo Recorrente E Psicose Orgânica No Período De Internação

Autores:
Clea Marcia Pereira dos Santos (cleapsantos96@gmail.com) (Centro Universitário do Pará - CESUPA) ; Alcinea Marinho Correa Ferro (Centro Universitário do Pará - CESUPA) ; Rosana do Nascimento Rodrigues (Centro Universitário do Pará - CESUPA) ; Vanessa Diellen Pinto Ferreira (Centro Universitário do Pará - CESUPA)

Resumo:
INTRODUÇÃO: Trata-se de um relato de experiência embasado nas práticas da disciplina Ações de Enfermagem em Doenças Psiquiátricas. Este estudo fundamenta-se na Assistência de Enfermagem (SAE) a uma paciente psiquiátrica de 56 anos admitida em hospital de referência no dia 10/05/2016 ás 11:55 com alta no dia 25/05/2016. A SAE é fundamental na otimização do quadro clinico da paciente em questão. Visto que os cuidados dispostos em planilha são aplicados de forma sistemática ao cuidado multiprofissional, desta maneira a ações de enfermagem não atrapalham as ações de outros profissionais de saúde no tratamento do mesmo paciente. METODOLOGIA: Estudo descritivo do tipo estudo de caso, realizado hospital de referência no município de Belém-PA. Os dados foram coletados durante a consulta de enfermagem, utilizando um instrumento estruturado, constituído por dois roteiros: Histórico de Enfermagem e Exame Físico, para a identificação dos diagnósticos de enfermagem adotou-se a taxonomia da North American Nursing Diagnosis Association (NANDA). RESULTADOS: O estudo permitiu a identificação de um conjunto de diagnósticos de enfermagem, possibilitando a elaboração de um plano assistencial que atendesse as Necessidades Humanas Básicas comprometidas, de forma rotineira e adaptável, de acordo com a necessidade do paciente em questão. DISCUSSÃO: Foram realizadas as Ações de Enfermagem sem discriminação de qualquer natureza, registradas no prontuário do paciente as informações inerentes e indispensáveis no processo do cuidar de acordo com as disposições dos Artigos 15º e 25º do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (CEPE) e organizada a dinâmica do acompanhamento em saúde promovendo a SAE. CONCLUSÃO: A experiência mostrou a importância de uma assistência de enfermagem bem estruturada, que viabiliza as disposições de cuidados de outros profissionais de saúde, desta maneira a prática do cuidar em sua totalidade assegura a assistência multiprofissional propriamente dita.


Referências:
NANDA, Diagnóstico de Enfermagem NANDA, Definições e classificações, 2012-2014; Trad. MICHEL, Jeame L. M, Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2012. CARDOSO, C.M. Psicopatologia Geral e Especial. Sáo Paulo. 2007.