Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1077


1077

A VIVÊNCIA DO MONITOR/ESTUDANTE ENQUANTO AGENTE ATIVO NO PROCESSO ENSINO/APRENDIZAGEM

Autores:
Davi Porfirio da Silva (daviporfirio14@hotmail.com) (Universidade Federal de Alagoas) ; Igor Michel Ramos dos Santos (Universidade Federal de Alagoas) ; Paula Mariana Fragoso Torres (Universidade Federal de Alagoas) ; Guilherme Oliveira de Albuquerque Malta (Universidade Federal de Alagoas) ; Herberth Kennedy Araújo de Oliveira (Universidade Federal de Alagoas) ; Rossana Teotônio de Farias Moreira (Universidade Federal de Alagoas)

Resumo:
Introdução: Entende-se por monitoria uma modalidade de ensino e aprendizagem, que fomenta a formação integrada do aluno nas atividades de ensino, pesquisa e extensão dos cursos de graduação (MATOSO, 2014). Objetivo: relatar a experiência do estudante/monitor voluntário na disciplina de Primeiros Socorros, componente curricular obrigatório do curso de Bacharelado em Enfermagem de uma universidade pública do nordeste brasileiro. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, qualitativo, do tipo relato de experiência, durante os dois semestres letivos do ano de 2016. Resultado: A disciplina de Primeiros Socorros possui carga semestral de 30 horas, contemplando os princípios básicos de Primeiros Socorros com temas relacionados as emergências clinicas e traumáticas, utilizando abordagem teórica e prática, como método de ensino. Sob as determinações regimentais da universidade, o estudante de monitoria exerce uma carga horária semanal de 12 horas, sendo 8 horas obrigatoriamente presenciais. Assim sendo, as monitorias realizaram-se no Laboratório de Prática de Enfermagem (LPE), da instituição, conforme cronograma da disciplina e demanda dos estudantes, no intuito de discutir, aprofundar e oportunizar momentos de prática e teoria. O desenvolvimento de habilidade pedagógica foi possível por meio do contínuo estudo dos conteúdos e execução dos procedimentos, sob orientação docente e convívio com os discentes, durante os dois semestres do ano letivo. Conclusão: as experiência positivas vivenciadas evidenciam a importância do engajamento do estudante/monitor no processo de ensino/aprendizagem concretizando um momento, e espaço, de iniciação à docência. Implicações para a Enfermagem: implicando positivamente para formação do enfermeiro, sobretudo para o desenvolvimento da identidade profissional deste, enquanto educador.


Referências:
Matoso, L.M.L. A importância da monitoria na formação acadêmica do monitor: um relato de experiência. Revista Científica da Escola de Saúde: Rio Grande do Norte, ano 3, n° 2, abr. / set. 2014.