Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1082


1082

Cuidados paliativos oncológicos: um relato de experiência sobre a inserção precoce de acadêmicos de enfermagem na atenção à pessoa em Cuidados Paliativos

Autores:
Deborah Mara Rocha Pereira (deborahmara@hotmail.com.br) (Universidade Federal de Alagoas) ; Juliana Barbosa Barros Nunes (Universidade Federal de Alagoas) ; Kleytonn Giann Silva de Santana (Universidade Federal de Alagoas) ; Guilherme Oliveira de Albuquerque Malta (Universidade Federal de Alagoas) ; Lucas Kayzan Barbosa da Silva (Universidade Federal de Alagoas) ; Maria Cristina Soares Figueiredo Trezza (Universidade Federal de Alagoas)

Resumo:
A aproximação precoce do universitário em experiências relacionadas ao sujeito objeto da sua prática profissional se mostra como importante ferramenta na aquisição de habilidades e competências previstas no seu processo educacional. Considerando tal premissa, tem-se como objetivo deste trabalho analisar a vivência de acadêmicos de enfermagem inseridos desde o primeiro ano do curso na atenção à pessoa em cuidados paliativos. Trata-se do relato da experiência de estudantes no Projeto de Extensão Cuida(a)ção, que acompanharam pacientes oncológicos e seus familiares durante o processo de morte-morrer no hospital e no domicílio. Foram selecionados estudantes que demonstravam interesse na área de oncologia e realizada uma capacitação de 40h em cuidados paliativos oncológicos em enfermagem. Depois de capacitados, os estudantes foram dimensionados em duplas que adotavam pacientes e famílias encaminhados pelo CACON Professor Úlpio Miranda do HUPAA. Através do acompanhamento, os estudantes tinham a oportunidade de levantar as necessidades da família, buscar os conhecimentos nas discussões dos casos no grupo, nas práticas do hospital, junto à orientadora e enfermeiras, que o instrumentalizasse para orientar e capacitar a família no cuidado do paciente. O resultado dessa experiência mostrou que é possível envolver estudantes no início da graduação em atividades relacionadas à sua futura prática profissional, em especial com essa clientela que necessita de uma atenção diferenciada, a todas as suas dimensões. A falta de experiência não se mostrou um empecilho, já que em suas abordagens não atuaram apenas sobre a doença da pessoa, mas sobre a sua integralidade, logo, o cuidado, nesse contexto, está para além da cura. Assim, a oportunidade promoveu o desenvolvimento de habilidades fundamentais para a sua futura prática profissional. Podemos destacar entre essas habilidades a comunicação com o paciente, a utilização de práticas não farmacológicas e integrativas para alívio da dor e o trabalho em equipe interdisciplinar.


Referências:
FARIAS-SANTOS, Bárbara Cássia de Santana; NORO, Luiz Roberto Augusto. PET-Saúde como indutor da formação profissional para o Sistema Único de Saúde. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 3, p. 997-1004, Mar. 2017. ELSEN, Ingrid et al. Enfermagem com Famílias: modos de pensar e maneiras de cuidar em diversos cenários brasileiros. Florianópolis: Papa livro, 2016. TREZZA, M C S F et al. Manual do estudante de enfermagem de Cuidados Paliativos Oncológicos. Maceió, 2011.