Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1086


1086

Aleitamento materno exclusivo e fatores levam ao desmame precoce: refletindo sobre a realidade das adolescentes.

Autores:
Diogo Jacintho Barbosa (jacintho.enf@gmail.com) (UERJ) ; Eduarda Fernandes (Universidade do Grande Rio) ; Ângelo Pereira Barbosa da Silva (Faculade Unyleya) ; Milena de Abreu Neves Nascimento (Faculade Unyleya)

Resumo:
Amamentar é muito mais do que nutrir a criança. É um processo que envolve interação profunda entre mãe e filho, com repercussões no estado nutricional da criança, em sua habilidade de se defender de infecções, em sua fisiologia e no seu desenvolvimento cognitivo e emocional, e em sua saúde no longo prazo, além de ter implicações na saúde física e psíquica da mãe.O enfermeiro deve identificar e compreender o aleitamento materno no contexto sociocultural e familiar dessas mulheres que vivem em uma área que poucos recursos informativos.Trata-se de uma revisão integrativa da literatura na qual optou-se pela busca nas seguintes bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Scientific Electronic Library Online (SCIELO), com artigos publicados em língua portuguesa no período de 2007 a 2016. Para tanto, foram utilizadas as seguintes palavras chave: "Aleitamento"; "Enfermagem"; "Vulnerabilidade". Nossos resultados demonstram que as mulheres adolescentes são as que apresentam índices de início e duração do aleitamento materno menor no mundo, no Brasil esse contexto fica bem diferente onde a idade das gestantes não influenciava no processo do aleitamento materno. Dessa forma concluímos que atualmente o número adolescentes gestantes tem diminuído, em algumas partes do Brasil, mas isso só é possível visualizar devido ao pré-natal realizado de boa qualidade, tendo enfermeiros qualificados para atuação diante de gestante adolescentes, visto que é uma fase da vida de grandes transformações físicas, psíquicas e sociais, tendo a necessidade de uma atuação qualificada por parte dos enfermeiros na atenção básica.


Referências:
-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança : aleitamento materno e alimentação complementar / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. - 2. ed. - Brasília : Ministério da Saúde, 2015. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: nutrição infantil: aleitamento materno e alimentação complementar / Ministério da Saúde. p. 9-18.Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. - Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2009. SOUZA, Sarah Nancy Deggau Hegeto de; MELLO, Débora Falleiros de; AYRES, José Ricardo de Carvalho Mesquita. O aleitamento materno na perspectiva da vulnerabilidade programática e do cuidado. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 6, n. 29, p.1186-1194, jun. 2013. BIZERRA, Renata de Lima et al. Autoeficácia em amamentar entre mães adolescentes. Rev. Eletr. Enf, Ceará, v. 3, n. 17, p.1-8, Julho/Setembro 2015.