Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1129


1129

A ludoterapia no tratamento de crianças hospitalizadas: um relato de experiência

Autores:
Everton Gomes Damasceno (evertongomesdamasceno@gmail.com) (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas- UNCISAL) ; Gabriella de Carvalho Albuquerque (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas- UNCISAL) ; Rayane da Silva Arruda (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas- UNCISAL) ; Karen Gianne da Silva Félix (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas- UNCISAL) ; Paula Oliveira Houly (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas- UNCISAL) ; Thyara Maia Brandão (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas- UNCISAL)

Resumo:
Introdução: A ludoterapia é uma técnica psicoterápica que tem como base a arte de brincar. A mesma possibilita a criação de um vínculo interpessoal entre criança e terapeuta, refletindo-se de forma favorável no tratamento. Objetivo: Relatar a vivência de acadêmicos na realização de atividades lúdicas associadas a educação em saúde em um hospital geral de Maceió através do Projeto de Extensão Acolher. Metodologia: O projeto é formado por alunos dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia, Medicina, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, os mesmos realizam um trabalho educativo com crianças internadas nas enfermarias pediátricas do Hospital Geral do Estado de Alagoas- HGE através de atividades lúdicas. O projeto ocorre de segunda a sexta-feira, com grupos que variam de três a cinco pessoas, cada equipe é responsável por uma dia na semana e uma temática que visa a prevenção de agravos durante o período da infância. Os recursos utilizados durante as visitas são: desenho, pintura, jogos, entre outros. Resultados: Durante as atividades, observou-se que as crianças muitas vezes, expressavam seus sentimentos através de algum instrumento utilizado pela equipe, sendo os principais a pintura e o desenho. A diminuição no estresse e aceitação do processo de hospitalização também foram notados. Conclusão: Conclui-se que a ludoterapia é fundamental no tratamento de crianças hospitalizadas, visto que a mesma tem papel importante na diminuição do medo, estresse, insegurança, frustração e agressividade. Contribuições para a Enfermagem: Formação profissional com vistas à humanização e desenvolvimento de tecnologias leves.


Referências:
Barros, Danielle Marotti de Souza; Lustosa, Maria Alice. A ludoterapia na doença crônica infantil. Rev. SBPH, Rio de Janeiro, v.12, n.2, 2009. Motta, Alessandra Brunoro; Enumo, Sônia Regina Fiorim. Brincar no hospital: estratégia de enfrentamento da hospitalização infantil. Psicol. estud, v.9,n.1, 2004.