Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1185


1185

ENVELHECIMENTO, SEXUALIDADE E QUALIDADE DE VIDA: revisão de literatura

Autores:
Guiomar Virginia Vilela Assuncao de Toledo Batello (guivilelatoledo@hotmail.com) (Centro Universitário Luterano de Palmas CEULP/ULBRA, Faculdade Laboro) ; Izabel Antonio de Carvalho Pereira (Centro Universitário Luterano de Palmas CEULP/ULBRA, Faculdade Laboro) ; Dilma de Moura Soares (Centro Universitário Luterano de Palmas CEULP/ULBRA, Faculdade Laboro)

Resumo:
O envelhecimento da população mundial antes considerado um fenômeno, hoje, faz parte da atualidade da maioria das sociedades. Assim a atenção à saúde à pessoa idosa se torna uma realidade incontestável e discutida pelos órgãos competentes de modo a contribuir para que, apesar das progressivas limitações que possam ocorrer, elas consigam redescobrir possibilidades de viver sua própria vida com a máxima qualidade possível1. Dentro deste contexto pensar que a terceira idade não tem vida sexual ativa é preconceito2. O objetivo deste estudo foi pautado em saber se há uma relação entre a sexualidade e a qualidade de vida na velhice. Apresenta como metodologia, a revisão de literatura no período compreendido entre 2011 a 2016, fomentado por livros, leis, estatuto e políticas governamentais. De acordo com o tema, foram abordadas questões sobre os aspectos que promovem a qualidade de vida; fatores que interferem na sexualidade do idoso; a sexualidade na percepção de quem envelhece e o enfermeiro frente à sexualidade do idoso. Concluiu-se que, não só existe uma relação entre sexualidade e qualidade de vida na velhice, como ambas se complementam. A pesquisa evidenciou a falta de formação dos profissionais em gerontogeriatria, o que se caracteriza como principal entrave para atenção ao idoso na sua integralidade. Observou-se pelo estudo, que o desconhecimento no campo do envelhecimento, configura a maior barreira para a autonomia, independência e liberdade da pessoa idosa, tanto no seio familiar, social, quanto na área da saúde. É urgente a necessidade de formação e capacitação com educação continuada de profissionais para o envelhecimento, sob pena não só de negação dos direitos de uma população, como também, a abordagem inadequada acabe por reforçar preconceitos, discriminações e estigmas. Palavras-chave: Idoso. Sexualidade. Qualidade de Vida.


Referências:
1. Brasil. Ministério da Saúde. Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa. Secretaria de Atenção a Saúde. Departamento de Atenção Básica - Brasília: Ministério da Saúde, 2007. 192 p.; il, - (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Caderno de Atenção Básica; n. 19). 2.MASCHIO, Manuela Busato Mottim, et al. Sexualidade na terceira idade: medidas de prevenção para doenças sexualmente transmissíveis e AIDS. Rev. Gaúcha Enferm. (Online) vol.32 n.3 Porto Alegre Sept. 2011.