Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1227


1227

FATORES SOCIODEMOGRÁFICOS E COMPORTAMENTOS DE RISCO ASSOCIADOS AO USO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS E TABACO ENTRE ADOLESCENTES: UM RECORTE DO ESTUDO ERICA

Autores:
Janaína Soares Tizzoni (drajst@hotmail.com) (UNA - MINAS GERAIS EDUCAÇÃO LTDA) ; Luciana Ramos de Moura (Universidade Federal de minas Gerais) ; Isabela Mie Takeshita (Ciências Médicas de Minas Gerais) ; Marcelo Medeiros Salles (Ciências Médicas de Minas Gerais) ; Matilde Meire Miranda Cadete (Universidade Federal de minas Gerais) ; Cristiane de Freitas Cunha (Universidade Federal de minas Gerais)

Resumo:
Objetivo: associar o consumo de tabaco e bebidas alcoólicas às variáveis sociodemográficas e aos comportamentos de risco entre adolescentes da cidade de Belo Horizonte/MG. Método: trata-se de estudo transversal realizado com adolescentes de idade entre 12 e 17 anos matriculados nas escolas públicas e privadas de Belo Horizonte-MG. Resultados: foram avaliados 2.547 adolescentes. O consumo de bebidas alcoólicas foi de 22,1% (IC95% 19,5-24,8), sendo superior ao de tabaco - 3,8% (IC95% 2,7-5,2). Idades mais avançadas (OR: 1,36 IC95% 1,22-1,51); sexo feminino (OR: 0,68 IC95% 0,53-0,88) e maior valor para o proxy de riqueza (OR: 1,04 IC95% 1,01-1,07) apresentaram associação com o consumo de bebidas alcoólicas. Consumir tabaco (OR: 7,25 IC95% 3,7-14,22) e não fazer uso do ACO (OR:3,5 IC95% 2,49-4,91) aumentaram as chances de o adolescente fazer uso de álcool. O não uso da camisinha na última relação (OR: 2,59 IC95% 1,48-4,54) e o consumo de bebidas alcoólicas (OR: 7,98 IC95% 3,94-16,17) aumentaram as chances de o adolescente fumar. Conclusão: as ações em saúde voltadas para a prevenção do uso de tabaco e álcool devem minimizar os distanciamentos entre as classes, sexo e idade, sendo necessária, para tanto, a compreensão das especificidades regionais. Trabalhar de forma concomitante a prevenção de álcool e tabaco, investigar as razões que levam os adolescentes a experimentá-los, aproximar os fatores de proteção e promover a articulação entre a saúde e a educação favorecerão as ações. Descritores: Comportamento do adolescente; Tabaco; Bebidas alcoólicas.


Referências:
Guedes DP, Lopes CC. Validation of the Brazilian version of the 2007 Youth Risk Behavior Survey. Rev Saúde Pública [Internet]. 2010 [cited 2017 Feb 18]; 44(5):840-50. Available from: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v44n5/en_1311.pdf DOI 10.1590/S0034-89102010000500009. Eaton DK, Kann L, Kinchen S, Shanklin S, Ross J, Hawkins J, et al. Youth risk behavior surveillance: United States, 2007. MMWR Surveill Summ. 2008;57(4):1-131. Kann L, McManus T, Harris WA, Shanklin SL, Flint KH, Hawkins J, et al. Youth risk behavior surveillance: Unites States, 2015. MMWR Surveill Summ. 2016;65 (Supl6):1-174. DOI 10.15585/nmwr.ss6506al. World Health Organization (WHO). Health topics. Adolescent health. 2013. Disponível em: http://www.who.int/topics/adolescent_health/en/. .