Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1451


1451

EXPERIÊNCIA DE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM DIANTE DE PRÁTICAS COM IDOSOS EM INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA

Autores:
Mirelle dos Santos (mirelle1996@hotmail.com) (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas) ; Daniela Albuquerque de Almeida (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas) ; Bárbara Caroline Ferreira dos Santos (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas) ; John Victor dos Santos Silva (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas) ; Hillary de Andrade Pereira (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas) ; Géssyca Cavalcante de Melo (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas)

Resumo:
Introdução: O envelhecimento é um processo dinâmico e progressivo, caracterizado tanto por alterações morfológicas, funcionais e bioquímicas, quanto por modificações psicológicas. Essas modificações podem favorecer o processo de institucionalização que, no imaginário do idoso, associa-se à perda simbólica da identidade e isolamento social. Objetivo: Relatar as experiências e práticas de acadêmicos de enfermagem em uma instituição de longa permanência para idosos. Métodos: Trata-se de um trabalho descritivo, do tipo relato de experiência. A vivência ocorreu durante o módulo de Ambiente Terapêutico da disciplina Processo de Trabalho em Enfermagem II, ofertada pela Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas. No módulo são ensinadas noções sobre comunicação terapêutica, segurança do paciente e desenvolve ações em uma Instituição filantrópica que acolhe e abriga idosos carentes e abandonados pelas famílias. Resultados: O contato entre acadêmico e idoso permite ao estudante perceber as necessidades e desenvolver ações que visem potencializar a autonomia e identidade do idoso. Conclusão: Esse contato torna o estudante facilitador no desenvolvimento do autocuidado, permitindo que os idosos sejam protagonistas do próprio envelhecimento. Contribuições para a Enfermagem: As práticas em Instituições de longa permanência permitem aos acadêmicos aprofundarem os conhecimentos sobre o tema em questão e desenvolverem ações que visem o envelhecimento saudável e a reabilitação do idoso. Palavras-chave: Enfermagem. Institucionalização. Idoso.


Referências:
FLORES, G. C.; DEODATO, S.; MATTIONI, F. C. A relação entre autonomia e a condição de ser idoso na literatura científica de enfermagem: uma revista integrativa. Revista de Extensão da Univasf. vol. 4, n. 1, 2016. JÚNIOR, J. A. S. H,; GOMES, G. C. Depressão em idosos institucionalizados: padrões cognitivos e qualidade de vida. Revista Ciências & Cognição. vol. 21, p. 137 - 154, 2016