Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1465


1465

ATUAÇÃO DISCENTE EM ATENÇÃO PRIMÁRIA NO PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO SAÚDE E COMUNIDADE (PISCO)

Autores:
Natália Cardoso dos Santos Vieira (nataliacardosoenf@gmail.com) (Universidade Salvador (UNIFACS)) ; Brendo Cardoso dos Santos (Universidade Salvador (UNIFACS)) ; Diana Santos Sanchez (Universidade Salvador (UNIFACS)) ; Malena Sebastiana Barreto Feitoza (Universidade Salvador (UNIFACS)) ; Priscila Cerqueira Cordeiro (Universidade Salvador (UNIFACS)) ; Camila Dourado Reis das Virgens (Universidade Salvador (UNIFACS))

Resumo:
Introdução: A atenção primária constitui ações de saúde, no âmbito individual e coletivo¹. Nesse contexto, atividades voltadas a esfera assistencial na graduação, oportunizam desenvolvimento de competências importantes à formação pela integração com a comunidade. Objetivo: Descrever experiências discentes na atenção primária e contribuição para formação profissional. Metodologia: Trata-se de relato de experiência sobre vivências de acadêmicos do 5º ao 6º semestre de Enfermagem durante o PISCO, disciplina de saúde coletiva em uma universidade privada de Salvador, parceira de Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USF) dos distritos de Itapagipe e Subúrbio, entre 2016 e 2017. Resultados: Durante encontros, foram desenvolvidas atividades, supervisionadas por docentes, envolvendo territorialização, mapeamento da comunidade, como também, nos postos a exemplo de verificação de sinais vitais; administração de medicamentos; testes diagnósticos de Infecções Sexualmente Transmissíveis(IST´s); curativos; assistência supervisionada e observação em consultas de pré-natal, puericultura, planejamento reprodutivo e preventivos; observação em salas de vacinas; ações de promoção à saúde englobando rodas de conversa, exposição dialogada e palestras sobre diversas temáticas com abordagem clara e acessível, disseminando conhecimentos, visando contribuir com demandas sociais e de saúde.Conclusões: É viabilizado ao discente imersão prática, conhecendo a dinâmica das unidades, especialmente na atenção primária, buscando contribuir de forma positiva para a comunidade. Os estudantes desenvolvem autonomia no processo de aprendizagem, desenvolvendo senso crítico e reflexivo acerca de condutas e políticas de saúde. Contribuições para a Enfermagem: É esperado que, por meio destas práticas, haja consolidação dos conhecimentos imprescindíveis à atuação enquanto educador em saúde, subsidiando posterior atuação profissional. Descritores: "Educação em Enfermagem", "Atenção Primária à Saúde", "Promoção da Saúde".


Referências:
Referências: MATUMOTO, Silvia et al. A prática clínica do enfermeiro na atenção básica: um processo em construção. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto , v. 19, n. 1, p. 123-130, Feb. 2011.