Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1602


1602

CUIDADOS DE ENFERMAGEM A PACIENTES MASTECTOMIZADAS: Uma Reflexão

Autores:
Valdeangela Carvalho Vasconcelos Paiva (angelavpaiva@gmail.com) (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Dayara de Nazaré Rosa de Carvalho (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Jaqueline Vieira Magalhães Dias (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Camila do Socorro de Oliveira Moreira (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Elisa da Silva Feitosa (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ) ; Viviane Ferraz Ferreira de Aguiar (Faculdade Metropolitana da Amazônia - FAMAZ)

Resumo:
INTRODUÇÃO: O câncer de mama é uma doença caracterizada pela desordem do ciclo celular, causando o crescimento anormal, sendo considerada uma doença temida pela maioria da população feminina, por estar intimamente associada com a mutilação física e as mudanças que ocorrem no estilo de vida da mulher. OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo, fazer uma reflexão acerca dos cuidados de enfermagem a pacientes mastectomizadas no perioperatório, buscando refletir o caráter das orientações e cuidados de enfermagem fornecidos a estas pacientes. MÉTODOS: Trata-se de estudo descritivo, do tipo revisão bibliográfica, constituída de artigos científicos acerca da assistência de enfermagem a mulheres mastectomizadas, entre os anos de 2011 à 2016, realizado nas nas bases de dados SCIELO e LILACS, no período de 10 a 30 de abril de 2017. RESULTADOS: A perda da mama é vivenciada pelas mulheres acometidas pelo câncer de mama como um evento traumático. Percebemos que juntamente com a retirada da mama, também é muitas vezes arrancada a sexualidade, o desejo, o sentimento de feminilidade e a atratividade destas mulheres, fato este que aumenta a vulnerabilidade dessas pacientes. CONCLUSÃO: A pesquisa de revisão bibliográfica possibilitou a percepção de que a mastectomia provoca reações de incertezas gerando angústia frente ao desconhecido, a falta de confiança e a expectativa para mulheres mastectomizadas. CONTRIBUIÇÕES PARA ENFERMAGEM: É preciso que o enfermeiro tenha sensibilidade, capacidade de ouvir, de ver o invisível aos olhos e deixar que estas pacientes expressem seus sentimentos. Percebemos que as orientações recebidas a mulheres mastectomizadas no período perioperatório são incertas, o enfermeiro deve prestar uma assistência a estas mulheres de forma holística, que congregue técnica, ciência e humanização, fornecendo todas as informações e orientações, respeitando as necessidades e o nível de entendimento dessas pacientes, reabilitando-as para o autocuidado. PALAVRAS-CHAVE: Mastectomia. Assistência perioperatória. Enfermagem.


Referências:
1. ALVES, P. C. et al. Cuidados de enfermagem no pré-operatório e reabilitação de mastectomia: revisão narrativa da literatura. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 64, p. 732-737, jul./ago. 2011. 2. MOURA, F. M. J. S. P, et al. Os sentimentos das mulheres pósmastectomizadas. Revista da Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 14, n. 3, p. 477-484, jul./set. 2010. 3. BRASIL. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância de Câncer. Estimativa 2012: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2011.