Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1618


1618

Indicadores de enfermagem presentes em indivíduos diabéticos

Autores:
Vitória Lucia da Silva (vitorialucia27@gmail.com) (Universidade Federal de Pernambuco) ; Marina Acioli Wanderley Costa (Universidade Federal de Pernambuco) ; Ana Carolina Paiva Ferreira (Universidade Federal de Pernambuco) ; Viterbina Ribeiro de Araújo (Universidade Federal de Pernambuco) ; Givaneide Oliveira de Andrade Luz (Universidade Federal de Pernambuco) ; Cecília Maria Farias de Queiroz Frazão (Universidade Federal de Pernambuco)

Resumo:
Introdução: Diabetes Mellitus é uma doença crônica em que os diabéticos necessitam de um acompanhamento ambulatorial para o tratamento. Assim, o enfermeiro deve realizar intervenções com foco no autocuidado e avaliá-las através de metas/indicadores/graduações da Nursing Outcomes Classification (NOC)1. Objetivo: Identificar os indicadores de enfermagem relacionados às metas de autocuidado presentes em indivíduos diabéticos. Metodologia: Estudo descritivo onde aplicou-se um instrumento contendo uma seleção de indicadores e graduações (sem, limitado, moderado, substancial e amplo conhecimento) relacionadas às metas de autocuidado (Conhecimento: regime de tratamento; Integridade tissular: pele e mucosas; e Conhecimento: controle do diabetes) de acordo com a NOC em 13 pacientes no ambulatório do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC/UFPE) no período de agosto a dezembro de 2016. Este estudo faz parte do projeto de extensão "Sistematização da Assistência de Enfermagem no HC/UFPE" de nº 187443.951.34240.29012015". Resultados: Hiperglicemia e fatores relacionados (46%); Prevenção da hiperglicemia (38,5%); Uso correto de medicação prescrita (38,5%); Práticas de cuidados preventivos dos pés (38,5%); Responsabilidade do autocuidado quanto a situações de emergência (38,5%); Responsabilidade do autocuidado com o tratamento contínuo (31%); Dieta prescrita (31%); Regime medicamentoso prescrito (31%); Procedimentos a serem sugeridos no tratamento do hiperglicemiante (31%); Hipoglicemia e fatores relacionados (31%); Prevenção da hipoglicemia (31%); Procedimentos a serem seguidos no tratamento da hipoglicemia (31%); Exercício prescrito (23%); Lesões de pele (8%); e Como usar um dispositivo de monitoração (8%). Conclusão: Os diabéticos apresentaram um conhecimento limitado, principalmente, acerca dos indicadores referentes à prevenção e identificação da hiperglicemia e seus fatores relacionados. Contribuições para a enfermagem: Identificar metas/indicadores e avaliá-las após as intervenções de enfermagem promove qualidade na prestação do cuidado prestado. Descritores: Diabetes Mellitus; Enfermagem no Consultório; Autocuidado.


Referências:
1. Moorhead S, Johnson M, Maas M. Classificação dos resultados de enfermagem - NOC 4ªed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2010.