Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1681


1681

O PROGRAMA DE INTERIORIZAÇÃO DAS AÇÕES DE SAÚDE E SANEAMENTO E SUA IMPLEMENTAÇÃO NO BRASIL

Autores:
Vera Lúcia Gomes Rocha (amojesus_verinha@hotmail.com) (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL) ; Mary Josie Melo Pedrosa Gomes (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL) ; Regina Cele da Silva (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL) ; Thiago José Nascimento de Souza (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL) ; Amanda Cavalcante de Macêdo (Universidade Federal de Alagoas (UFAL); Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL; Centro Universitário Cesmac)

Resumo:
INTRODUÇÃO: criado durante a 6ª Conferência Nacional de Saúde e efetivado durante a 7ª, o PIASS surgiu da necessidade de mudanças no cenário da saúde pública no Brasil, abrangendo a atenção à saúde em áreas rurais durante as décadas de 70 e 80, marcadas por grandes avanços1. Sendo, a princípio, o programa direcionado à região Nordeste no ano de 1979, Alagoas, aparece como um dos estados do grupo A na expansão e efetividade de suas ações2. OBJETIVO: Descrever o que literatura aponta sobre processo de implementação do PIASS no Brasil. METODOLOGIA: revisão narrativa da literatura na qual foram utilizados artigos e anais do ministério da saúde. Foram visitadas as bases SCIELO E CEBES. RESULTADOS: o PIASS era considerado um instrumento de avanço para a saúde pública no estado. Um dos pré-requisitos apontados na Conferência para seu êxito era a qualificação de recursos humanos envolvendo toda a equipe multidisciplinar. No que refere à enfermagem, um desempenho fundamental em tal processo. CONCLUSÃO: a literatura aponta que o PIASS foi um dos instrumentos fundamentais para o processo transicional da saúde pública no Brasil. Traz o estado de Alagoas como um dos territórios com maior êxito em sua implementação e destaca a atuação da enfermagem como um dos instrumentos essenciais para seu sucesso. IMPLICAÇÕES PARA A ENFERMAGEM: o conhecimento dos fatos que marcaram a história de sua profissão é fundamental para o desenvolvimento de uma visão crítica a respeito do seu papel perante a sociedade. DESCRITORES: História da Enfermagem; História da Saúde pública; Reforma Sanitária


Referências:
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: 1 ARCOVERDE, Waldir Mendes. Serviços Básicos de Saúde. Brasília: Centro de Documentação do Ministério da Saúde. Anais da 7ª Conferência Nacional de Saúde. Brasília. s/v. s/n, p. 08, mar, 1980. Disponível em . 2 SOUZA, José Alberto Hermógenes. Serviços Básicos de Saúde. Brasília: Centro de Documentação do Ministério da Saúde. Anais da 7ª Conferência Nacional de Saúde. Brasília. s/v. s/n, p. 84, mar. 1980. Disponível em .