Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1755


1755

PRINCIPAIS FATORES ASSOCIADOS COM A OCORRÊNCIA DE MORTALIDADE NA POPULAÇÃO NEGRA

Autores:
Luana Patricia Barros Collaço (luana_collaco@hotmail.com) (Centro Universitário Tiradentes) ; Francyele Alves da Paixão Nobre (Centro Universitário Tiradentes) ; Chrisllayne Carla Cavalcante Nascimento (Centro Universitário Tiradentes) ; Charles Mauricio Barros dos Santos (Centro Universitário Tiradentes) ; Monteiro Pires Bastos Junior (Centro Universitário Tiradentes) ; Aldenizia Kássia de Melo Carvalho (Centro Universitário Tiradentes)

Resumo:
INTRODUÇÃO: A população brasileira em todos os seus aspectos se constitui sob uma forte miscigenação, com grande destaque para o grupo com ancestrais do continente africano. Os negros são representados nos estratos sociais mais baixos, comumente explicado através de sua história de lutas, conquistas e derrotas. As questões históricas refletem em inúmeras manifestações culturais, sociais e de saúde, que tem como ponto de partida a discriminação e exclusão dessa população. Sob essa ótica o índice de mortalidade encontra-se elevado, justificando ainda mais a exclusão da categoria. A escravidão herdou à nação uma ideologia racista e de baixos níveis educacionais. OBJETIVO: Identificar quais os principais fatores relacionados com a mortalidade na população negra e observar se a literatura é rica nesse assunto. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo qualitativo de abordagem integrativa.Foram pesquisados artigos no portal de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e nas seguintes bases de dados: Lilacs, Base de dados de enfermagem (BDENF) e Medline, disponibilizados entre os anos de 2010 a 2016. RESULTADO E DISCURSSÃO: Entre os resultados, foram obtidas considerações que a população negra quando comparada aos demais, apresentam maiores chances de morte-materno infantil, sofre mais com a violência, e a qualidade e expectativa de vida são mais baixas. As barreiras socioeconômicas e étnico-raciais contribuem para a vulnerabilidade social dessa classe, onde o preconceito e a discriminação estão diretamente relacionados às condições de saúde, educação, e economia dessa população. DESCRITORES: Mortalidade. Enfermagem. Grupo com Ancestrais do Continente Africano.


Referências:
BARBOSA, P. A violência contra a população de negros/as pobres no Brasil e algumas reflexões sobre o problema. Caderno de Campo: Revista de Ciências Sociais, UNESP, 2015. BEZERRA, V.M. et al. Inquéritos de Saúde em Comunidades Quilombolas de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil (Projeto CONQUISTA): aspectos metodológicos e análise descritiva. Ciência & Saúde Coletiva. Rio de Janeiro. v.19, n.6, Junho, 2014. CERQUEIRA, D.R.C.; MOURA, R.L. Nota técnica: Vidas Perdidas e Racismo no Brasil. Instituto de Pesquisa econômica aplicada nº 10. Brasília, 2013. CHAVUENNETO. J.A.C. et al.Política Nacional de Saúde Integral da População Negra: implementação, conhecimento e aspectos socioeconômicos sob a perspectiva desse segmento populacional.Ciência & Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, v.20, n.6, Junho, 2015. SOARES FILHO, A. M. Vitimização por homicídios segundo características de raça no Brasil. Revista de saúde publica. São Paulo, v.45, n.4, Agosto de 2011.