Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1800


1800

ENFERMEIRAS NEGRAS NA ENFERMAGEM BRASILEIRA NAS DÉCADAS DE 1910 E 1920

Autores:
Lana Rodrigues Barbosa (lanarodriguesb@gmail.com) (ESCOLA DE ENFERMAGEM ALFREDO PINTO-UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO/UNIRIO) ; Keythluci F Trigueiro (ESCOLA DE ENFERMAGEM ALFREDO PINTO-UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO/UNIRIO) ; Amanda de V. Braga (ESCOLA DE ENFERMAGEM ALFREDO PINTO-UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO/UNIRIO) ; Hugo Alberto Neves (ESCOLA DE ENFERMAGEM ALFREDO PINTO-UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO/UNIRIO) ; Fernando Porto (ESCOLA DE ENFERMAGEM ALFREDO PINTO-UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO/UNIRIO)

Resumo:
O objeto de estudo é a mulher negra em formação e/ou no exercício profissional da enfermagem; com delimitação geográfica do Distrito Federal e temporal das décadas de 1910 e 1920. Os objetivos foram identificar a presença de enfermeiras negras em registros imagéticos e discutir as circunstâncias de visualização das imagens. Metodologia - abordagem histórica na perspectiva da microanálise e no domínio da cultura visual quando se teve por base os estudos de história da Enfermagem com imagens de enfermeiras negras. Resultados - Foram encontradas seis imagens de enfermeiras negras oriundas da Escola Profissional de Enfermeiras Alfredo Pinto e da Escola Prática de Enfermeiras da Cruz Vermelha Brasileira publicizadas na Revista da Semana, Fon-Fon e anais institucional. Considerações finais - as enfermeiras negras foram silenciadas na escrita da historiografia da enfermagem, mas as imagens produziram o discurso imagético de suas presenças DESCRITORES - História da Enfermagem, Enfermagem, Negro


Referências:
1. Löw L, Oguisso T. Mary Seacole e Maria Soldado: enfermeiras negras que fizeram história 2014 . Año XVIII - N.° 38. 2. Campos PFS, Oguisso T. Exclusión de mujeres negras. Su representación en la enfermería profesional. versión?Online?Index Enferm?.vol.15?no.55?Granada?2006. 3. Barbosa LR, Porto F, Nascimento SA, Nassar PRB, Neves AS. Cultura dos cuidados afro-brasileiros: barbeiro-sangrador do Brasil imperial e legado para Enfermagem. No prelo. 4. Porto F, Santos TCF. A enfermeira brasileira na mira do clique fotográfico (1919-1925). In: Porto F, Amorim W. História da Enfermagem Brasileira: lutas, ritos e emblemas. Rio de janeiro, Águia dourada, 2007. 5. Campos PFS, Oguisso T. Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo e a reconfiguração da identidade e a reconfiguração da identidade profissional da Enfermagem Brasileira profissional da Enfermagem Brasileira*. Rev Bras Enferm, Brasília 2008 nov-dez; 61(6): 892-8. 6. Porto F, Amorim W. História da Enfermagem brasileira: lutas, ritos e emblemas. Rio de Janeiro, Aguia dourada, 2007, 368p. 7. Vainfas R. Os protagonistas anônimos da história: micro-história. Rio de Janeiro, Campus; 2002. 8. Mauad-Andrade AMS. Sob o signo da imagem. A produção fotográfica e o controle dos códigos de representação social da classe dominante do Rio de Janeiro da primeira metade do século XX. Volume I. Rio de Janeiro. Tese [Doutorado em História]- Universidade Federal Fluminense; Niterói, 1991. 9. Porto F. Pesquisar história da Enfermagem no Brasil: o que temos a dizer? Online Brazilian Journal of Nursing. Vol 16, No1(2017). 10. Revista da Semana. A Collocação da Pedra Fundamental do Palácio da Cruz Vermelha Brasileira. In: Revista da Semana. Ano 20. Número 36. 11/10/1919. p. 35. 11. Revista da Semana. A Escola Profissional de Enfermeiras na Colônia de Alienadas. In: Revista da Semana. Ano 22. Número 25. Rio de Janeiro. 18/06/1921. p. 23. 12. Anais da Colônia Gustavo Riedel. Escola Profissional de Enfermeiras Alfredo Pinto. Imprensa Oficial. Rio de janeiro. 1944, pg. 309 13. Veraldo TX. Publicidade das instituições de saúde e a imagem pública da enfermeira brasileira nas páginas da fon-fon (1917-1930). Dissertação de mestrado. Programa de Pós-graduação mestrado em enfermagem. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. 2013. 14. Revista Fon-Fon. Casa de Saúde Dr. Estelita Lins. Número 39. Rio de Janeiro. 1922, p. 59 15. Nascimento SA. "O dia da enfermeira" nas páginas da revista da semana (1929-1930): Anna Nery e os lucros simbólicos. Dissertação de mestrado. Programa de pós-graduação mestrado em enfermagem. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto. Universidade Federal do estado do Rio de Janeiro. 2013. 16. Paiva EF. Historia e Imagens. Belo Horizonte (MG): Autentica 2002. 17. Vecchi R. Imago mortis: o texto, a imagem, o rastro dos subtalternos. In: Imagens na historia. Ramos, AF; Patriota R; Pesavento SJ (orgs). São Paulo; Aderaldo&Rothschild, 2008, pg.78-87). 18. Burke P. Testemunha ocular - o uso de imagens como evidencia histórica. São Paulo. Unesp. 2017.