Imprimir Resumo


Anais :: 69° CBEn • ISSN: 2318-6518
Resumo: 1844


1844

FUNÇÃO DO UNIFORME NA FORMAÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL DA ENFERMEIRA (1950-1960)

Autores:
Pacita Geovana Gama de Sousa Aperibense (pacitageovana@yahoo.com.br) (Hospital Federal Cardoso Fontes/MS) ; Camila Pureza Guimarães da Silva (Hospital Federal de Bonsucesso/MS) ; Tânia Cristina Franco Santos (Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ) ; Antonio José de Almeida Filho (Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ) ; Maria Angélica de Almeida Peres (Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ)

Resumo:
Resumo: Objetivo: analisar o uso do uniforme de aluna como um dos determinantes de formação da identidade profissional da enfermeira diplomada pela Escola de Enfermagem Anna Nery (EEAN), nas décadas de 1950-1960. Método: Estudo sócio-histórico, cujas fontes foram documentos da época e entrevistas realizadas pela técnica da história oral temática com sete ex-alunas da EEAN. O conceito de identidade de Claude Dubar subsidiou a discussão dos dados. Resultados: o uniforme nivelava as estudantes, igualando-as e definindo um padrão de comportamento a ser seguido. Também as diferenciava hierarquicamente e era um objeto incluso na avaliação durante o curso. Conclusões: O uniforme foi uma estratégia determinante da identidade profissional durante o cotidiano no curso da EEAN, pois, na visão das ex-alunas, era um elemento que demarcava posições e comportamentos deste grupo, permitindo compreender os possíveis papéis da enfermeira diplomada na sociedade à época. Descritores: História da Enfermagem; Enfermeiras e enfermeiros; Socialização; Identidade.


Referências:
Referencias 1. Haddad VCN, Santos TCF. A teoria ambientalista de Florence Nigthingale no ensino da Escola de Enfermagem Anna Nery (1962-1968). Esc.Anna Nery. [Internet] 2011. [cited 2016 june 02]; 15(4):755-761. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttex t&pid= S1414-8145201100040 0014&ln g=en. 2. Carvalho V. Por uma epistemologia do cuidado de enfermagem e a formação dos sujeitos do conhecimento na área da enfermagem - do ângulo de uma visão filosófica. Esc. Anna Nery Enferm. [Internet]. 2009. Abr/jun cited 2017 june 07]; 13(2):406-14. Available from: http:// www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452009000200024&lng =en. 3. Dubar C. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. Tradução: Andréa Stahel M. da Silva. São Paulo: Martins Fontes; 2005. 4. Freidson E. Renascimento do profissionalismo: Teoria, Profecia e Política. Tradução Celso Mauro Paciornik. São Paulo: USP; 1998. 5. Rezaei-Adaryani M, Salsali M, Mohammadi E. Nursing image: An evolutionary concept analysis. Contemporary Nurse. 2012. 43(1): 81-89. 6. Almeida RLM, Aperibense PGGS, Peters AAR, Gonçalves MAF, Santos TCS, Almeida Filho AJ, Peres MAA. Vestuário de alunas de uma Escola de Enfermagem brasileira: relações com a identidade profissional (1947-1965). Cienc. enferm. [Internet]. 2016 Sep [citado 2016 sep 31]; 22(3):125-136. Disponible en: http://www.scielo.cl/scielo.php?scrip t=sci_arttex t&pid=S0717-95532016000300125&lng=es. 7. Aperibense PGGS. Uniformes e suas relações com a identidade profissional do enfermeiro formado pela Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1969-1985). [tese]. Rio de Janeiro: UFRJ; 2016. 8. Peres MAA, Padilha MICS. Uniforme como signo de uma nova identidade de enfermeira no Brasil (1923-1931). Esc. Anna Nery. [Internet]. 2014. Cited 2014 april 02]; 18 (1): 112-121. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-814520140 00100112&lng =en&nrm=iso 9. Oguisso T, Freitas GF. Memória e história na construção da identidade. In: Oguisso T, (Org.). Trajetória histórica da enfermagem. São Paulo: Manole; 2014. 10. Peres, MAA.; Barreira, IA. Significado dos uniformes nos primórdios da Enfermagem Moderna. Esc. Anna Nery. [Internet]. 2003. [cited 2015 jan 24]; 7(1):25-38. Available from: http://eean.edu.br/detalhe_arti go.asp?id=1116. 11. Santos TCF. Significado dos emblemas e rituais na formação da identidade da enfermeira brasileira: uma reflexão após oitenta anos. Esc. Anna Nery. [Internet]. 2004. [cited 2015 june 17]; 8(1):81-86. Available from: http://eean.edu.br/detalhe_artigo.asp?id=1042. 12. Porto F, Santos TCF. O rito e os emblemas na formatura das enfermeiras brasileiras no distrito federal (1924-1925). Esc. Anna Nery. [Internet]. 2009. [cited 2015 june 17]; 13(2):249-255. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext& pid=S1414-81452009000200 003&lng=en&nrm=iso. 13. DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS UNIVERSITARIOS. Ministério da Educação e Cultura. Desenvolvimento do Ensino superior de enfermagem no Brasil. Brasília, 1979. 14. Santos TCF, Barreira IA. A mulher e a enfermeira na nova ordem social do Estado Novo. Texto contexto - enferm. [Internet]. 2008 Sep [cited 2016 june 26]; 17(3):587-593. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-0707200800030002 1&lng=en. 15. Barreira IA. A reconfiguração da prática da enfermagem brasileira em meados do século XX. Texto contexto - enferm. [Internet]. 2005 Dec [cited 2016 june 26]; 14(4):480-487. Available from:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072005000400003&lng=en. 16. Almeida Filho AJ, Santos TCF, Baptista SS, Lourenço LHSC. Reunião de diretoras de escolas de enfermagem: um cenário de lutas simbólicas no campo da educação em enfermagem (1943-1945). Texto contexto - enferm. [Internet]. 2005 Dec [cited 2016 June 26]; 14(4):528-536. Available from:http://www.scielo.br/scielo.php?script= sci_arttext &pid=S0104-07072005000400009&lng= en. 17. Gomes MLB, Santos TCF. Construindo a identidade sindical das enfermeiras no rio de janeiro (1978-1984). Texto contexto - enferm. [Internet]. 2005 Dec [cited 2016 June 26]; 14(4):488-497. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid= S0104-0707200500040 0004&lng=en. 18. Meihy JCSB, Ribeiro SLS. Guia prático de História oral. São Paulo: Contexto, 2011. 19. Meihy JCSB, Holanda F. História Oral:como fazer, como pensar. São Paulo: Contexto, 2013. 20. Le Goff J. História e memória. Tradução Bernardo Leitão. Campinas, SP:UNICAMP, 1990. 21. Bardin L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009. 22. ESCOLA DE ENFERMAGEM ANNA NERY. Manual da Aluna. Localização: módulo G; Caixa 15.3; ano 1950/1967; origem: gabinete Direção; Conteúdo: diretora Waleska Paixão; doc09. Descrição: Manual com 16 páginas para orientação dos direitos, deveres e condutas da aluna ingressante na EEAN. 1963. 23. Callan GO. Enciclopédia da moda: de 1840 à década de 90. São Paulo: Companhia das letras, 2007. 24. Sobral VRS, Miranda CML, Figueiredo NMA, Santos I. O que escondiam nossos corpos escondidos pelos uniformes?. R. Enferm. UERJ. 1995; 3(2):244-248. 25. Carvalho, AC. A docente de enfermagem como modelo a ser imitado. Rev. Bras. Enferm. [Internet]. 1973 Dec [cited 2015 nov 22]; 26(6):527-531. Available from: http://www.scielo. br/ scielo. php?script=sci_arttext&pid=S0034-716719730004 00527&lng=en. 26. Barthes R. Imagem e Moda. Trad. Ivone Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2005. 27. Silva TT. A produção social da identidade e da diferença. In: Silva TT (org). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes; 2011. p.73-101. 28. Brasil. Decreto nº 20.109, de 15 de Junho de 1931. Publicado no DOU de 28/6/1931. Seção I fls 10516. Regula o exercício da enfermagem no Brasil e fixa as condições para a equiparação das escolas de enfermagem. 1931. Disponível em: acesso em 13/12/2005. 29. Hall S. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução Tomaz Tadeu da Silva, Guaracira Lopes Louro. 11ª ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006. 30. Foucault M. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. Tradução Salma Tannus Muchail. 8ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999. 31. Oliveira, BGRB. A passagem pelos espelhos: a construção da identidade profissional da enfermeira. Texto contexto - enferm. [Internet]. 2006 Mar [cited 2014 aug 14]; 15(1):60-67. Available from:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072 0060001000 07&lng=en. 32. Nauderer, TM; Lima, MAD. S. Imagem da enfermeira: revisão da literatura. Rev. bras. enferm. [Internet]. 2005 Feb [cited 2014 out 09]; 58(1):74-77. Available from: http://www.scielo.br/ scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672005000 100014&lng=en. 33. Silva, AL; Padilha, MICS; Borenstein, MS. Imagem e identidade profissional na construção do conhecimento em enfermagem. Rev Lat-am Enfermagem [internet]. 2002 july [cited 2015 april 14];10(4):586-95. Available from: .